Publicado em 5 comentários

Uivos Literários 01 – TRAIR OU NÃO TRAIR?

 Pensei em vários temas para o texto dessa semana, sem chegar a uma decisão. Foi um sonho que me revelou sobre o que escrever: traição.

Desde sempre, um assunto polêmico e, como não poderia deixar de ser, presente na Literatura.

Na Bíblia podemos encontrar várias passagens, como por exemplo a história de Abraão, que engravida sua escrava Agar, nascendo então

Ismael, o filho de temperamento ruim, contrapondo-se a Isaac, filho legítimo e bondoso. Outra passagem é Jesus salvando a adúltera de ser apedrejada, na qual se percebe o rigor com que a traição feminina era tratada em Israel.

 

Já na mitologia grega existem as diversas traições de Zeus; Afrodite, que traiu seu marido Hefestus; e, a mais famosa: a história da Guerra de Troia, iniciada com a fuga de Helena, esposa de Menelau, rei de Esparta, em companhia do príncipe Páris de Troia.

 

Na Literatura mais recente, podemos encontrar a traição em obras Realistas e Naturalistas como “Madame Bovary”, de Gustave Flaubert, ou “O Primo Basílio”, de Eça de Queirós. Em ambas, a mulher é retratada como tola e fraca, susceptível a ser traidora. Para se fazer a justiça social da época, a vida da esposa infiel era a paga por seus erros.

 

Dentre os autores brasileiros, posso citar Aluísio de Azevedo, registrando magistralmente em “O Cortiço” o envolvimento de Jerônimo e Rita Baiana; e o grande mestre Machado de Assis explora essa temática em contos como “A Cartomante”, “Missa do Galo”, “Uns braços” e em romances, destacando “Memórias Póstumas de Brás Cubas”, no qual o protagonista mantém um caso com Virgília e, o meu preferido: “Dom Casmurro”, no qual a sombra da traição paira sobre o leitor, sem desvelar-se por completo.

Entre as mulheres, cito Bárbara Gowdy, com “Mister Sandman”, no qual a traição permeia a vida de todos os personagens centrais, zombando dos valores da época. Outro livro que me ocorre é “Cem escovadas antes de ir para a cama”, de Melissa Paranello. Nesta obra, homens comprometidos traem suas companheiras com Melissa, sobrepujando os sentimentos com o prazer.

Sempre controverso, sempre instigante, este tema faz pensar e questionar valores e costumes. E por isso é tema de debates, livros e reflexões bem saborosas.

 

TRAIR OU NÃO TRAIR?

 

por Joyce Oliveira

——

Nessa nova coluna o tema central será sempre a literatura, de maneira direta ou indireta.

Publicado em 2 comentários

Dia dos Namorados! (Solteiros)

Para iniciar as comemorações do Dia dos Namorados, duas alegres canções:

Lenny Kravitz – Again

CD Greatest Hits (que comemora os 10 anos de carreira do rapaz).

Essa música é a única inédita do CD.

Interessante, mostra vários momentos imaginários de um relacionamento.

Ô! A garçonete é uma gracinha, mas a outra é uma baita gostosa, como é que o cara despreza assim?
As partes que mostram a banda, acabam interferindo muito na narrativa, mas é claro que isso ocorre porque é um videoclipe onde a banda quer aparecer bastante.

Gosto da parte que o cara imagina a pegação, porque é aí que se vê as curvas da atriz em ângulos bem interessantes.

E sei que a mulherada gosta também de ver o cara, normal.

Aliás, esse clip foi sugestão de uma amiga muito especial. 😉

Ele fica com a febre do rato pensando na garota e vai correndo vê-la, imaginando o que vai fazer quando a pegar.

Aí o final que eu não entendi! Por que ele não perguntou que horas ela poderia ser encontrada ali??
Ou ao menos se ela trabalhava ali? Vai entender! A única explicação que eu tenho é que o roteirista quis fazer algo que ilustrasse o refrão da música, e saiu isso!

E é uma bela canção!!

IRA! – Mariana foi pro mar

CD – Invisível DJ (o último do IRA!).

Motivos porque eu gosto da música e do clipe:

A música cara, os violões são muito foda. E os dois vocais juntos, do Nasi e do Edgard, a música inteira, muito perfeito, duas vozes que se encaixam muito bem!

Direção de arte fantástica, figurino extravagante, perfeito pra caricatura que a personagem é!

O cachorro salva ela! PQP!!! (O cachorro salva a parte de atuação do vídeo, está perfeito! A garota é meio canastra, mas ficou legal nesse papel).

Meio que mostra na tela o que é cantado, mas de uma maneira visualmente interessante. Gosto do mar e do sol no final!

 

Publicado em 2 comentários

Herói?

 

Hoje fui ao banco depositar a grana da minha filha, preenchi lá o envelope, coloquei a grana, aguardei na fila, ouvindo o Rapaduracast engraçado e polêmico sobre filmes pornô.

Só tinha uma jovem senhora utilizando o caixa, ninguém atrás de mim, ela saiu, me aproximei do caixa com o envelope em mãos e vi uma carteira, recheada, gorda, esquecida no caixa.

Olhei pra moça e disse “Ei”, ela olhou pra mim, apontei para a carteira, ela se virou e pegou. Imagino que ela tenha agradecido, não ouvi por causa dos fones, e aí fiz o depósito na maldita máquina da Nossa Caixa que tem uma interface horrorosa, parece com os primeiros sites que eu fiz, em 98.

Aí fui pegar o remédio do meu pai (que também sofre do coração), a uns quarteirões dali, depois comecei a perambular pelo centro da cidade pra fazer a cotação de um PC que minha mãe pediu.

Adoro andar pelo centro da minha cidade, desde criança, acho que é um dos lugares mais familiares por onde já passei, e cada vez é diferente, lojas novas, raramente encontro algum conhecido. Alegre ou triste (como estava hoje) sempre gosto de passar no camelô (dessa vez não gastei nada, queria um jogo do PS2, mas tá osso), ou no boteco do alemão (não passei, já que decidi ficar uns dias sem beber).

Foi um caminhar demorado e sem pressa, como gosto, dia ensolarado, rua repleta de gente, cheiro de lanche e pastel, mas eu tava triste porra… Acho que nunca me senti tão sozinho e miserável e uma dor de cabeça filha da puta, e parece que, ultimamente, não consigo pensar direito, é como se uma neblina envolvesse meus sentidos, parece que minha alma está querendo se desvencilhar do meu corpo e isso faz com eu sinta a realidade ao meu redor como um aura onírica.

Depois, fui ver o preço do remédio que o médico me recomendou pro coração… Sem chance… R$XX,XX, não tenho esse dinheiro. Talvez dia 20 me sobre, até lá, eu aguento.

Tô acostumado a suportar a privação de diversas coisas, isso é o de menos.

 

Publicado em 3 comentários

Coração!

Acabei de chegar do cardiologista!
Pressão alta foda, ele pareceu surpreso o quanto.

Sem sintomas… Doença silenciosa filhadaputa!

Agora, medicação, exames, mudar alimentação, parar de beber…

Será que faço isso? Ou toco um foda-se logo pra tudo, igual a maioria dos que tem essa anomalia?

Enquanto eu estiver na facul e nesse emprego é impossível fazer exercícios, não sobra tempo MESMO, alimentação… É foda mudar a maneira da minha familia comer, mas dá pra tentar. Dormir 8 horas por dia? hahahaha Vai sonhando!

Pelo menos parei de fumar cigarros há uns meses!!

RANKING DE MORTES CAUSADAS POR HIPERTENSÃO

1º AVC (derrame)

2º Infarto

3º Insuficiência renal

Isso sem contar cegueira, broxada, pernas zuadas e coisas desse tipo que são uma merda.

Vamo lá… Amanhã exames, remédios, semana que vem vou no doc. Raul de novo (um peruano engraçado).

Informações:

http://revistavivasaude.uol.com.br/edicoes/11/artigo5907-1.asp