O bicho – Manuel Bandeira

Manuel Bandeira

Vi ontem um bicho
Na imundície do pátio
Catando comida entre os detritos.

Quando achava alguma coisa,
Não examinava nem cheirava:
Engolia com voracidade.

O bicho não era um cão,
Não era um gato,
Não era um rato.

O bicho, meu Deus, era um homem.

(Manuel Bandeira – Rio, 27 de dezembro de 1947)

Não lembro quando foi a primeira vez que li este poema, mas ainda me lembro de como fiquei impressionada… Tão simples e tão forte. É quase como levar um tapa na cara ao mesmo tempo em que se ouve alguém dizer “Acorda! Olha como está o mundo ao seu redor!”

É claro que li – e ouvi! – muitos outros poemas do Manuel Bandeira, todos marcados por um sentimento meio melancólico de se viver nesse mundo em que as pessoas não enxergam o ser humano ao seu lado a ponto de ver um bicho onde há um homem passando fome.

O meu bicho

Este autor foi com certeza um dos que me inspirou a escrever poemas, como este aqui, por exemplo:

Observo o menino que trabalha.

O que resta-lhe da infância são os sonhos

e mais alguns poucos anos.

Esquecera-se como é sorrir

porque nunca brincou.

Não sabe o menino

o que é final feliz.

Esse poema já sofreu muitas modificações desde a primeira vez em que o coloquei num papel. Talvez eu ainda o mude, mais do que escrever, eu estou sempre reescrevendo…

Ainda assim, esta versão foi usada pelo Diogo C. Scooby na 1ª edição da LATIDObr.

E você, tem algum artista do qual compartilhe os mesmos “sentimentos do mundo”?

Como lançar uma revista em 7 passos

7 passos para uma publicação

Os bastidores de uma publicação (7 passos)

Para criar esse mini tutorial de 7 passos utilizei o que já sabia. Edito podcasts já há alguns anos e as experiências que tive com o Cadeia de Eventos me ajudaram a formar um conceito de estilo temático para cada edição. Cada episódio fala de apenas um assunto, dessa maneira eu poderia aprofundar e colocar pontos de vista diferentes.

Pensei muito durante a vida, já participei timidamente da criação de fanzines que nunca foram lançados, e a ideia de ter uma revista estava em mim. Aí achei o tempo, as ferramentas e em poucos dias tinha formatado tudo, faltando apenas coletar material.

Passos que considerei :

 1. Ideia

Queria uma revista temática, como um podcast, pensei em qual assunto poderia tratar na primeira edição enquanto olhava pela janela do ônibus. Estava bem na minha frente: A CIDADE. Feia, cinza, bonita e colorida, apaixonante, angustiante, viva…

As ideias estão aí, pensamos em coisas que queremos e podemos fazer o tempo todo, mas dessa vez não ficou apenas no pensamento, ela se tornou real, porque eu permiti que ela crescesse.

2. Conteúdo

Agora comecei a pesquisar algumas revistas para poder saber o que eu colocaria nela. Olhando publicações diversas, comecei a estudar o design, a forma. Vi padrões de temas (entrevistas, dicas, propagandas) e comecei a desenhar, num papel de rascunho mesmo, que tipo de conteúdo e colunas eu queria. Optei por poesia, contos e uma grande entrevista sobre o tema.

3. Colaboradores

Escolhido o que conteria a revista, precisava de alguém que produzisse o material. Pensei em escrever, mas percebi que tenho pessoas muito talentosas à minha volta, e convidei alguns amigos. Confesso que o fato de não poder remunerar ainda nenhum deles me preocupou, mas mesmo assim consegui um ótimo material. Mas, caso não conseguisse esses brilhantes colaboradores, a vontade era tanta que eu publicaria sim uma revista só com textos meus, mesmo achando que o conteúdo ficaria uma porcaria.

4. Edição

Agora ao trabalho!

Sei que a maioria dos designers utiliza o Illustrator ou até outras ferramentas específicas para editoração de revistas, mas eu quis aproveitar meus conhecimentos no CorelDRAW para esse trabalho. E deu trabalho sim, mas a pesquisa de formato e conteúdo me ajudou a utilizar certos parâmetros. Conversando depois com pessoas especializadas, percebi que utilizei realmente técnicas do mercado. Fiquei feliz por conseguir fazer algo bom, utilizando meu conhecimento prévio e que teve um bom resultado!

Editando a Revista LATIDObr

Editando a Revista LATIDObr

 5. Revisão

Essa é uma etapa muito importante! NÃO SE DEVE REVISAR O PRÓPRIO TRABALHO. Converse com pessoas interessadas em leitura, professores de português, permita que pessoas de confiança leiam seu material antes de publicar. Repito: isso é MUITO importante!

6. Publicação

Optei pelo site ISSUU. O módulo básico dele permite uma publicação em um formato muito interessante. Tem algumas limitações na versão gratuita (por exemplo, só é possível que se façam 25 downloads da edição, mas tudo bem, já que posso subir o arquivo em PDF e disponibilizar o link em outros locais).

7. Divulgação

Redes sociais! Não tem outra maneira. O caminho é esse. Email pode ajudar? Pode, mas ninguém mais lê! Então, Facebook, Twitter, se tiver um blog divulgue o material, conte com os amigos, sozinho ninguém faz porcaria nenhuma funcionar direito.

Abaixo o resultado de nosso trabalho:

Ou faça o download grátis da Revista LATIDObr 01 – A Cidade.

É isso! Espero que esses 7 passos tenham ajudado na sua publicação. Um grande abraço e até a próxima.

 


 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...